Pedras do Mar Báltico, eis o poderoso âmbar!

Olhem que novidade maravilhosa Mamães e Papais !

Agora teremos no nosso estoque da loja Atitude Orgânica o colar de âmbar !

Nossa parceira a empresa Pura Chuva revende.

O âmbar é uma resina vegetal que se tornou fóssil há aproximadamente 50 milhões de anos e é encontrada principalmente na região dos Bálticos, nele se encontra o ácido succínico que fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora a atividade metabólica. Por isso, o âmbar atuaria como analgésico e anti-inflamatório natural.

Em contato com a pele do bebê, as pedras do colar se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo, auxiliando especialmente durante a fase de dentição, por aliviar dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre. Ajuda a diminuir a irritação nas diversas fases de desenvolvimento da criança, por isso pode ser usado inclusive em idades mais avançadas e é comum o uso por adultos por seus efetivos resultados como calmante.

Curiosidades e simbologia

O âmbar é a pedra preciosa mais antiga conhecida pelo homem, ele vaga pela terra a tantos milhões de anos carregando dentro de si a história de milhares de culturas e povos. Sua origem se deve ao efeito de tempestades, furacões e granizos que fizeram com que a resina de grandes árvores se fossilizasse criando o âmbar.

“O uso do âmbar floresceu durante a era neolítica quando as mulheres que coletavam madeira às margens do mar Báltico descobriram que as pedras do mar, que flutuavam nas águas e eram atiradas à praia, queimavam mais facilmente que a lenha e possuíam um suave aroma.” – Patrícia Douat Garcia*

Primeiramente, entre os povos bálticos, o âmbar era considerado como divino e sobrenatural, usado para afastar espíritos maléficos, acidentes, doenças ou mau olhado, contra a má sorte e contra despachos agourentos, inveja e inimigos de todos os tipos. Os chineses acreditavam que possuía grande poder de proteção para as crianças, permitindo ao corpo que se cure a si mesmo, eliminando a doença das partes afetadas e purificando o coração e o espírito. É considerada uma pedra de assentamento e harmonia devido à sua forte ligação com as energias da Terra.Frete-gr&aacute

“O âmbar é o símbolo Celta do deus do sol. É a pedra sagrada da deusa mãe. O Âmbar é a única pedra que é morna ao toque, que pode ser esculpida com uma simples faca. A única que estala, cheia de eletricidade, como se estivesse viva quando esfregada contra uma roupa de pele, a única que flutua nas águas misteriosas do oceano. Âmbar é o divino tornado tangível, a pedra que queima e acalenta os desejos do homem.” – Patrícia Douat Garcia*

O nome “Amber” foi adotado pelos romanos na língua árabe, que significa “o que quer que flutua no mar”. Na Alemanha é conhecido como “pedra quente”, em outros lugares é chamado de “pedra do mar”. Russos e outros idiomas eslavos chamam de “Yantar”, alteração do nome âmbar lituano”Gintaris” que significa “defesa contra a doença”.***

O Âmbar pode ser encontrado não só no Mar Báltico, mas também em outros lugares como o Mar do Norte, ao largo da costa do Canadá, México, Sicília, Espanha e Romênia, mas 80% desta resina é encontrada em Kaliningrado, na costa da Lituânia.

Teste de autenticidade**

  • Coloque uma ou duas gotas de acetona ou álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar.
  • Misture uma parte de sal com duas de água e dissolva. Coloque uma peça de âmbar: se boiar, é autêntica.
  • O âmbar é morno ao toque, bem diferente das imitações de vidro, que são sempre mais frias que a sua pele.

Recomendações para o uso em bebês:

  • Tirar no banho para evitar o desgaste do cordão.
  • Fique atento para o uso durante a noite. A recomendação é tirar o colar para dormir. Uma alternativa para utilizar durante o sono é colocar o colar no tornozelo, dando duas voltas.
  • Acompanhe de perto o uso do colar. Preste atenção à reação do bebê quando o objeto é colocado: se ele se incomoda, tenta puxar ou nem nota. Usando desde cedo, as chances de ele se acostumar são maiores.

Fontes de pesquisa:

Pedras do Mar por Patrícia Douat Garcia é artista plástica e pesquisadora da psicodinâmica das cores nas sociedades orientais e no período medieval.

** O que é esse tal colar de âmbar? Por Fernanda Montano da Revista Crescer

*** Curiosidades sobre o âmbar ambar.club

Pura Chuva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s