Obtenha uma pele radiante com as esponjas vegetais.

Sem título (1)

Pouco utilizada na atualidade, a bucha vegetal foi gradativamente substituída por produtos sintéticos, tais como as esponjas esfoliantes de produção em larga escala. Estas contêm micropartículas de plástico que poluem os oceanos, são encontradas em frutos do mar e vão parar na mesa.

A bucha vegetal pode ser utilizada na lavagem de louças, pois não risca a baixela. O risco de contaminação é menor que o da bucha sintética. É um esfoliante natural que estimula a circulação sanguínea. Apresenta resultados no combate da celulite e remove impurezas e células mortas.

Há plantas ricas em fibras solúveis em água que são transformadas em esponjas. Ao se expandir, a esponja libera componentes pra a hidratação facial, o que evita a vermelhidão e o descascamento da pele, equilibrando o pH. Além disso, as fibras naturais da esponja massageiam suavemente a pele, estimulando o fluxo sanguíneo. As peles oleosas contam com a esfoliação natural e não agressiva das fibras. Esfolia-se a pele suavemente durante a limpeza profunda, com a remoção de toxinas e impurezas, deixando a pele radiante.

A duração é de até um mês, desde que alguns cuidados sejam observados. Deve-se deixar a esponja vegetal secar ao sol antes do uso para evitar a proliferação de bactérias, e guardá-la em local ventilado. É importante lavar a bucha após a utilização e atentar-se para alterações na cor ou no cheiro, pois indicam a hora de fazer a substituição.

As esponjas vegetais são livres de parabenos, sulfatos e produtos químicos. São biodegradáveis, não fazem teste em animais e são veganas. Como produto ecologicamente saudável, pode ser submetido a processos de compostagem, de modo a não produzir lixo.

A natureza oferece, através da esponja ecológica, o cuidado mais elaborado com a sua beleza.

Conhece a Esponja Konjac? Nós revendemos na nossa Lojinha Virtual !

Anúncios